Fratura do Ombro

por

As fraturas do terço proximal do úmero ou úmero proximal, são muito frequentes. É muito comum em dois grupos de pacientes, homens jovens e mulheres idosas. No primeiro grupo está relacionada a acidentes no trânsito e no esporte. No segundo está associada a osteoporose e quedas da própria altura.

COMO É FEITO O DIAGNÓSTICO DA FRATURA NO OMBRO?

O diagnóstico é feito pela história clínica e exame físico e as principais queixas e sintomas são:  dor no ombro, inchaço (edema), dificuldade de movimentar o ombro e hematoma que em muitas vezes se espalha pelo peito.

Após a avaliação médica, o exame de Raio-X será solicitado. Para  confirmar o diagnóstico.

Radiografia do ombro com fratura do úmero proximal.

Radiografia do ombro com fratura do úmero proximal.

Em casos mais complexos, pode ser feita uma tomografia computadorizada para definir qual é a melhor opção de tratamento e identificar todos os pontos da fratura e outras lesões associadas.

Tomografia computadorizada com fratura do úmero (ombro)

Tomografia computadorizada com fratura do úmero (ombro)

COMO É O TRATAMENTO DAS FRATURAS DO OMBRO ÚMERO PROXIMAL?

O tratamento deve ser individualizado, pois varia de acordo com o tipo de lesão, idade do paciente, nível de atividade e doenças associadas são importantes na decisão entre o tratamento cirúrgico e não cirúrgico.

Um dos critérios de indicação cirúrgica mais comuns é o desvio entre os fragmentos da fratura do ombro (desvios maiores que 1 cm ou uma angulação maior que 45 graus).

Tratamento Não-Cirúrgico

No tratamento não cirúrgico das fraturas do ombro são utilizados analgésicos, imobilização adequada  e fisioterapia

Esta modalidade de tratamento é reservado para as fraturas pouco desviadas. É o tipo mais frequente, em torno de 80%. Os pacientes são imobilizados com uma tipoia  por volta de 4 a 8 semanas a depender da cicatrização óssea (consolidação) que será avaliada através de radiografias seriadas a serem realizadas durante o acompanhamento, associadas a sessões de fisioterapia.

Tratamento não-cirúrgico para fratura do ombro

Tratamento não-cirúrgico para fratura do ombro

 

 

Tratamento cirúrgico

Nas fraturas com desvios significativos o tratamento deve ser orientado após a avaliação de vários fatores como a idade do paciente, qualidade ósseas, presença de doenças associadas, grau de atividade. O objetivo é fixar os fragmentos ósseos e estabilizá-los de modo a permitir uma movimentação e reabilitação precoce. Existem algumas maneiras de estabilização da fratura sendo a placa com parafusos bloqueados a mais utilizada atualmente. A haste intra-medular é outra maneira de fixação possível e vem sendo utilizada com maior frequência. Em pacientes muito idosos ou com qualidade óssea muito ruim, podemos não conseguir reconstruir e fixar adequadamente a fratura e temos que realizar a substituição do úmero proximal por uma prótese de ombro (artroplastia parcial ou artroplastia reversa do ombro)

Placa para fixação das fraturas do ombro (úmero proximal)

Placa para fixação das fraturas do ombro (úmero proximal)

Haste intra-medular

Haste intra-medular

Fratura do ombro fixada com uma placa (A), substituída por uma prótese parcial (B) ou reversa do ombro (C)

Fratura do ombro fixada com uma placa (A), substituída por uma prótese parcial (B) ou reversa do ombro (C)

  QUAIS SÃO AS COMPLICAÇÕES DESTAS FRATURAS?

Entre as complicações mais frequentes temos a rigidez do ombro, consolidação viciosa (quando algum fragmento ósseo consolida em uma posição inadequada) e osteonecrose (infarto ósseo). Por isso antes de realizar o procedimento, é importante que o paciente converse bastante com seu médico e compreenda todo o processo.

No pós operatório é necessário o uso de tipóia, sendo o tempo variável conforme o grau de estabilização atingido no final da cirurgia e a evolução das radiografias controles. A reabilitação fisioterápica é de importância fundamental para restabelecer o movimento do ombro, recuperar a força e para ajudar no controle da dor.

Sobre o Doutor

Guilherme Franco

Guilherme Franco

Médico ortopedista especialista em Cirurgia do Ombro e Cotovelo

  • Possui graduação em Medicina pela Universidade Católica de Brasília –DF
  • Realizou a especialização (Residência médica) em Ortopedia e Traumatologia pelo Hospital de Base do DF.
  • Tornou-se especialista em cirurgia do ombro pelo Hospital Ortopédico de Belo Horizonte – MG, sob supervisão do orientador Dr. Glaydson Godinho
  • É Membro da SBOT (Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia)
  • É Membro da SBCOC (Sociedade Brasileira de Cirurgia do Ombro e Cotovelo)
  • Fellow AO Trauma Course – Basic Principles of Fracture Managemen

Depoimentos

Convênios

AFEB BRASILAFFEGOASETE (ASTE)BACEN
ASEMBRAPA (EMBRAPA)BRADESCOBRB SAÚDECAEME - GO
CAESANCAMEDCARE PLUSCASEC (CODEVASF
CASSICNTICONABE-VIDA (ELETRONORTE)
EMBRATEL (DEMAIS PLANOS)FACEBFAPES (BNDES)FASCAL
GAMA SAÚDEGEAPGRAVIAINFRAERO
LIFE EMPRESARIALNOTRE DAMEOMINT SAÚDEPETROBRÁS DISTRIBUIDORA
PETROBRÁS PETRÓLEOPLAN ASSISTE (MPF, MPM, MPT)PLAS/JMU (STM)PMDF
POSTAL SAÚDE (ECT, TJDFT)PROASAPRÓ-SER (STJ)PRÓ-SOCIAL (TRF)
REAL GRANDEZASAÚDE CAIXASERPROSIS (SENADOR)
STF-MED (STF)SULAMERICATRE SAÚDETRT SAÚDE
TST SAÚDEUNAFISCO (SINDIFISCO)

Hospitais de Atuação

Instagram

As lesões do manguito rotador
podem ocorrer de forma degenerativa, quando com o passar dos anos a resistência dos tendões vão diminuindo, até que o tendão se rompa. Mas também de forma traumática, na qual ocorre uma ruptura abrupta e aguda do tendão depois de algum trauma, ou seja, de alguma queda.
A falta de exercícios também pode levar uma • sobrecarga nos tendões, causando um processo inflamatório que pode gerar rupturas. Por fim, existem estudos que mostram que algumas famílias possuem predisposição a ter lesões tendinosas, dentre as quais as lesões do manguito rotador.
Artroscopia de ombro para reparo de lesão do manguito rotador.
Abençoado por demais!
A dor no ombro é uma das
queixas mais comuns em consultas médicas ortopédicas. Em geral, o desconforto pode decorrer de lesões traumáticas (relacionadas por exemplo a atividades físicas), ou atraumática (normalmente associadas ao envelhecimento de cartilagens e/ou tendões). Por isso, é importante incluir atitudes de prevenção no dia a dia para preservar a saúde do ombro.
É importante a dedicação de alguns minutos da rotina à atividade física, pois ela contribui a proteção do organismo. Em situações de incômodo, pode ser indicada compressa quente ou fria (a depender da situação), evitar movimentos repetitivos e grandes esforços, além de cuidados gerais como a correção postura.
Caso a dor se torne intensa, é necessário procurar ajuda de um especialista de ombro. @sbc.ombroecotovelo
Uma prática que vem
conquistando cada vez mais espaço - inclusive nos centros urbanos, com quadras de areia - é o Beach Tennis.
Fortalecimento muscular, redução de estresse e melhora do sistema cardiorrespiratório são alguns dos benefícios que o Beach Tennis proporciona. No entanto, por ser praticado em solo irregular e instável, envolve impacto nas articulações e músculos, o que implica no risco de lesões.
As tendinopatias, como a tendinite do manguito
rotador, também conhecido como "Ombro de Tenista", é um dos problemas mais comuns entre as pessoas que praticam essa modalidade. O Beach Tennis demanda uma sobrecarga nos membros superiores e, quando a atividade não é feita de maneira correta, as chances de o esporte exigir um esforco excessivo é muito maior, podendo ocasionar uma tendinopatia.
Além de dor nos ombros, a tendinite do manguito rotador tem como consequência a sensibilidade na região. O indivíduo, ao tentar alcançar algo acima da cabeça ou nas costas, por exemplo, pode sentir desconforto, além de dificuldade para realizar os movimentos.
E importante que o praticante, ao sentir qualquer irritabilidade na área ou algum outro sinal anormal, procure um ortopedista para diagnóstico preciso e tratamento adequado.
O Manguito rotador é composto
pelos quatro tendões dos músculos do ombro, que ligam o osso do braço ao ombro. A lesão no Manguito acontece quando ocorre irritação ou danos aos tendões, geralmente, causada por quedas ou esforço repetitivo.
Os principais sintomas são dor ao realizar algum movimento que eleve o braço, dor noturna, fraqueza muscular e perda dos movimentos.
Ao sentir algum desses sintomas procure ajuda de um especialista de ombro e cotovelo!
#cirurgiadeombro #ortopedia
#especialista
Ver todos os 3 comentários
A Lesão SLAP ocorre no lábio
superior da glenóide e acomete tanto o ombro quanto o tendão da cabeça longa do bíceps, normalmente devido a algum evento traumático ou a esforço repetitivo. Os pacientes costumam sentir dor no ombro em localização não muito específica, o que dificulta o diagnóstico. É comum sua presença em atletas de esporte de arremesso e nadadores.
A maior parte das lesões SLAP não necessita de cirurgia, sendo recomendado somente o tratamento fisioterápico.
#SBCOC #ortopedia #ombroecotovelo #lesaoslap
A artroscopia, procedimento
minimamente invasivo, é usada em casos de lesões agudas e crônicas no ombro que não melhoram com o uso de remédios e fisioterapia. Por meio desta técnica, o médico ortopedista confirma o diagnostico prévio e realiza, ao mesmo tempo, o tratamento.
Alguns dos tratamentos realizados através de artroscopia são: reparo de tendões e ligamentos, no caso de rompimento; remoção de tecido inflamado; remoção de cartilagem solta; tratamento do ombro congelado; avaliação e tratamento da instabilidade do ombro. O procedimento cirúrgico consiste em pequenos acessos na pele do ombro e inserção de uma pequena óptica, para avaliar as estruturas internas do ombro, como os ossos, tendões e ligamentos, por exemplo e realizar os tratamentos indicados.
Procure ajuda de um especialista da SBCOC caso sinta dificuldade de movimentar o ombro ou dores e desconforto.
“Conheça todas as teorias, domine todas as técnicas, mas, ao tocar uma alma humana, seja apenas outra alma humana.” (Carl Jung)
Para a melhor esposa deste mundo, desejo muita felicidade, saúde e realizações.  Parabéns pelo seu dia, meu amor. Você me completa! @dramirnamelo
Os filhos são herança do Senhor, uma recompensa que ele dá (Salmos 127-3). 
Grato a Deus e a minha amada esposa por esta benção @dramirnamelo
- Mas afinal, o que vem a ser Luxação no Ombro?
O ombro é a articulação do corpo com maior
arco de movimento. As luxações podem ser
anteriores, posteriores ou para baixo, sendo a
luxação anterior a mais frequente.
Quando a luxação é incompleta, parte da
articulação não esta em contato, chamamos de
subluxação. As forças que causam as luxações,
também podem lesar os tendões e ligamentos que
sustentam a articulação.
Após uma luxação, a cápsula da articulação do
ombro pode ter ficado frouxa, e permitir repetidas
luxações a qualquer grau de força, a isso chamamos instabilidade do ombro.
- Qual o tratamento?
O ortopedista deverá solicitar um Raio X do ombro
para ver a direção e extensão da luxação, e se não
há fraturas associadas para serem tratadas. Então ombro deverá ser  colocado no lugar (procedimento chamado redução), e neste momento a dor aguda irá passar.
This error message is only visible to WordPress admins
There has been a problem with your Instagram Feed.