Celular: 99606-2104 61 4141-2104

Fratura do Úmero Proximal (Ombro)

As fraturas do terço proximal do úmero ou úmero proximal, são muito frequentes. É muito comum em dois grupos de pacientes, homens jovens e mulheres idosas. No primeiro grupo está relacionada a acidentes no trânsito e no esporte. No segundo está associada a osteoporose e quedas da própria altura.
Leia mais

COMO É FEITO O DIAGNÓSTICO DA FRATURA NO OMBRO?

O diagnóstico é feito pela história clínica e exame físico e as principais queixas e sintomas são:  dor no ombro, inchaço (edema), dificuldade de movimentar o ombro e hematoma que em muitas vezes se espalha pelo peito.

Após a avaliação médica, o exame de Raio-X será solicitado. Para  confirmar o diagnóstico.

Radiografia do ombro com fratura do úmero proximal.

Radiografia do ombro com fratura do úmero proximal.

Em casos mais complexos, pode ser feita uma tomografia computadorizada para definir qual é a melhor opção de tratamento e identificar todos os pontos da fratura e outras lesões associadas.

Tomografia computadorizada com fratura do úmero (ombro)

Tomografia computadorizada com fratura do úmero (ombro)

COMO É O TRATAMENTO DAS FRATURAS DO OMBRO ÚMERO PROXIMAL?

O tratamento deve ser individualizado, pois varia de acordo com o tipo de lesão, idade do paciente, nível de atividade e doenças associadas são importantes na decisão entre o tratamento cirúrgico e não cirúrgico.

Um dos critérios de indicação cirúrgica mais comuns é o desvio entre os fragmentos da fratura do ombro (desvios maiores que 1 cm ou uma angulação maior que 45 graus).

Tratamento Não-Cirúrgico

No tratamento não cirúrgico das fraturas do ombro são utilizados analgésicos, imobilização adequada  e fisioterapia

Esta modalidade de tratamento é reservado para as fraturas pouco desviadas. É o tipo mais frequente, em torno de 80%. Os pacientes são imobilizados com uma tipoia  por volta de 4 a 8 semanas a depender da cicatrização óssea (consolidação) que será avaliada através de radiografias seriadas a serem realizadas durante o acompanhamento, associadas a sessões de fisioterapia.

Tratamento não-cirúrgico para fratura do ombro

Tratamento não-cirúrgico para fratura do ombro

 

 

Tratamento cirúrgico

Nas fraturas com desvios significativos o tratamento deve ser orientado após a avaliação de vários fatores como a idade do paciente, qualidade ósseas, presença de doenças associadas, grau de atividade. O objetivo é fixar os fragmentos ósseos e estabilizá-los de modo a permitir uma movimentação e reabilitação precoce. Existem algumas maneiras de estabilização da fratura sendo a placa com parafusos bloqueados a mais utilizada atualmente. A haste intra-medular é outra maneira de fixação possível e vem sendo utilizada com maior frequência. Em pacientes muito idosos ou com qualidade óssea muito ruim, podemos não conseguir reconstruir e fixar adequadamente a fratura e temos que realizar a substituição do úmero proximal por uma prótese de ombro (artroplastia parcial ou artroplastia reversa do ombro)

Placa para fixação das fraturas do ombro (úmero proximal)

Placa para fixação das fraturas do ombro (úmero proximal)

Haste intra-medular

Haste intra-medular

Fratura do ombro fixada com uma placa (A), substituída por uma prótese parcial (B) ou reversa do ombro (C)

Fratura do ombro fixada com uma placa (A), substituída por uma prótese parcial (B) ou reversa do ombro (C)

  QUAIS SÃO AS COMPLICAÇÕES DESTAS FRATURAS?

Entre as complicações mais frequentes temos a rigidez do ombro, consolidação viciosa (quando algum fragmento ósseo consolida em uma posição inadequada) e osteonecrose (infarto ósseo). Por isso antes de realizar o procedimento, é importante que o paciente converse bastante com seu médico e compreenda todo o processo.

No pós operatório é necessário o uso de tipóia, sendo o tempo variável conforme o grau de estabilização atingido no final da cirurgia e a evolução das radiografias controles. A reabilitação fisioterápica é de importância fundamental para restabelecer o movimento do ombro, recuperar a força e para ajudar no controle da dor.

0 Comments

Submit a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Patologias e Tratamentos

O que é Artroscopia de Ombro?

O que é Artroscopia de Ombro?

COMO É A ANESTESIA? As cirurgias do ombro costumam ser realizadas sob anestesia geral e bloqueio de plexo braquial (aplicada no pescoço), o que...

read more
Artrose Acromio Clavicular

Artrose Acromio Clavicular

 É muito comum e geralmente acomete indivíduos após os 40 anos de idade, porém, pode acometer pessoas mais jovens, normalmente associada com...

read more

O profissional

Dr. Guilherme Franco

Dr. Guilherme Franco

Médico ortopedista especialista em Cirurgia do Ombro e Cotovelo. Atualmente, Atende hospital Santa Helena, biovida e biosphere.

  • Possui graduação em Medicina pela Universidade Católica de Brasília – DF
  • Realizou a especialização (Residência médica) em Ortopedia e Traumatologia pelo Hospital de Base do DF.
  • Tornou-se especialista em cirurgia do ombro pelo Hospital Ortopédico de Belo Horizonte – MG, sob supervisão do orientador Dr. Glaydson Godinho
  • É Membro da SBOT (Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia)
  • É Membro da SBCOC (Sociedade Brasileira de Cirurgia do Ombro e Cotovelo)
  • Fellow AO Trauma Course – Basic Principles of Fracture Management

Convênios

AFEB BRASILAFFEGOASETE (ASTE)BACEN
ASEMBRAPA (EMBRAPA)BRADESCOBRB SAÚDECAEME - GO
CAESANCAMEDCARE PLUSCASEC (CODEVASF
CASSICNTICONABE-VIDA (ELETRONORTE)
EMBRATEL (DEMAIS PLANOS)FACEBFAPES (BNDES)FASCAL
GAMA SAÚDEGEAPGRAVIAINFRAERO
LIFE EMPRESARIALNOTRE DAMEOMINT SAÚDEPETROBRÁS DISTRIBUIDORA
PETROBRÁS PETRÓLEOPLAN ASSISTE (MPF, MPM, MPT)PLAS/JMU (STM)PMDF
POSTAL SAÚDE (ECT, TJDFT)PROASAPRÓ-SER (STJ)PRÓ-SOCIAL (TRF)
REAL GRANDEZASAÚDE CAIXASERPROSIS (SENADOR)
STF-MED (STF)SULAMERICATRE SAÚDETRT SAÚDE
TST SAÚDEUNAFISCO (SINDIFISCO)

Contato

Formas de Contato

× Entre em Contato